AGASAI

Whatsapp: 51 986000330

o reajuste do stf

A contradição não poderia ser mais escandalosa nem mais brutal: enquanto o Executivo congela o reajuste dos seus servidores, o STF reclama e ganha, para si mesmo, um aumento de 18% Esse pleito põe a nu uma das maiores deficiências da Constituição brasileira: a desigualdade profunda entre os poderes.

26/12/2022

É muito cômodo para um Poder, que não tem responsabilidade para gerir as finanças públicas, definir reajustes para si mesmo - como está fazendo o Judiciário, e certamente o Legislativo imitará.

Em decorrência desse autoaumento do Judiciário, o Ministério Público faz o mesmo, e todo um efeito cascata se estabelece, atingindo os Judiciários e os Ministérios Públicos estaduais.

Há algo de cínico na alegação de que, prometendo fazer revisões nas rubricas dentro do próprio orçamento, reajustes assim não afetam o orçamento geral do País. Se assim for, a única conclusão óbvia é que esses orçamentos estão hiperdimensionados, preveem valores além das necessidades reais do Poder - a ponto de poderem algumas verbas ser assim suprimidas. 

O projeto estabelece um aumento escalonado em três parcelas. Ao final dessas parcelas, em fevereiro de 2025, o salário dos ministros do STF passará dos atuais R$ 39,3 mil para R$ 46,4 mil.

AGASAI

O 5G chegou e agora?
Comment Form is loading comments...

Voltar para página principal

sim